VOCÊ PODE GOSTAR

PROCURE POR TAGS

Nenhum tag.

Ilhas Mauritius – Lua de Mel parte 1

Hoje vou contar um pouco sobre a primeira parte da minha lua de mel nas Ilhas Mauritius (ou Ilhas Mauricio).

Há um tempo que eu estava querendo ir para a África do Sul e quando começamos a planejar o casamento eu sabia que era para lá que eu queria ir na Lua de mel. Mas, ao mesmo tempo, eu sabia que esse era um destino de muitos passeios e coisas para ver, e também queria aproveitar um tempinho em algum lugar de praia para relaxar e descansar da correria da organização da festa.

O combo “Ilhas Maurício e África do Sul” vem sendo bastante querido pelos recém-casados, e logo comecei a pesquisar se ele faria sentido para nós em relação ao tempo de viagem e ao clima da época do ano.

Como não tínhamos muito tempo disponível para ficar fora (o combinado com meu marido era uma viagem de uns 13 dias, pois era o máximo que ele poderia se ausentar do trabalho) tentamos fazer um roteiro que valesse a pena.

Depois de muita negociação (leia-se, insistência minha para fazer os dois... rsrsrs), optamos por 4 dias nas Ilhas Mauritius e o resto na África – que vou contar pra vocês em um outro post.

Onde é, e como ir

A ilha fica no oceano indico, entre a África e a Ásia, a aproximadamente 2 mil quilômetros do continente africano. Para chegar, há voos diretos de Joanesburgo, com duração de aproximadamente 4 horas.

Clima e melhor época do ano para ir

Eu tinha lido várias resenhas dizendo que as Ilhas Mauricio tem o clima parecido com o do Rio de Janeiro, e ir no outono (setembro e outubro) ou na primavera (abril e maio) são opções boas, porque no verão (novembro a março) é muito quente.

Nós fomos em setembro, mas confesso que se eu fosse de novo, eu iria no verão, porque eu sou muito friorenta e como lá venta muito e o tempo é meio instável, não tive coragem de entrar no mar porque a água tava bem gelada. Explicação: eu acordei meio doente no dia seguinte do casamento e somado ao ar condicionado do avião, cheguei lá com a garganta ruim. Preferi não arriscar, porque fiquei com medo de piorar e estragar o resto da viagem :(

Onde ficar e o que fazer

Como tínhamos pouco tempo lá e a viagem para África já seria mais puxada, escolhemos um hotel bem gostoso para aproveitar para descansar.

Nós ficamos no The Residence, em Belle Mar, um hotel maravilhoso a beira mar, com alimentação inclusa, mas também com outra opção de restaurante. Tiramos a maior parte dos dias para descansar e curtir a estrutura do hotel, como as piscinas e o spa (fizemos uma daquelas massagens de 1h30 que parecem um sonho). Aproveitamos também a praia do hotel, que é quase deserta, só contemplando aquele visual paradisíaco de areia branca e água cristalina.

1- Lobby do hotel visto de uma das sacadas superiores

2- Piscina e praia vista dessa mesma sacada superior 3 - Hotel e piscinas, de noite, vistos pela beira da praia

Praia do hotel, quase deserta

Por ser Lua de mel, nós ganhamos um passeio de barco todo romântico, mas como infelizmente eu passo MUITO mal, preferi não fazer nenhum passeio marítimo para não ficar morta na minha lua de mel (o marido agradece... rsrs ). Assim escolhemos por fazer apenas um passeio terrestre com um guia local, que nos levou ao lado sudoeste da ilha, passando pelos principais pontos turísticos:

- Ganga Talao - Grand Bassin – Principal templo Hindu da ilha.

- Chamarel Waterfall e Seven Colored Earths - Localizados no parque nacional. Lá vimos as formações geológicas que tiveram origem de erosão vulcânica, as tartarugas gigantes e a cachoeira.

- Rhumerie de Chamarel – Conhecemos o processo produtivo do Rum da região, com direito a degustação e lojinha para compra, além de um lugar charmoso para almoçar

- Lojas para compras de souvenir e outras paradas com vistas lindas no meio do caminho.

1- Passeio no parque nacional - olha o macaquinho ali atrás. Tinham vários deles circulando por ali :)

2- Vista da cachoeira - esse dia o clima tava estranho, abria o sol e garoava várias vezes ao dia

3 - "Seven Colored Earths"

4 - "Rhumerie de Chamarel"

No geral o passeio é bem interessante, mas se você não tem problemas de enjoo, não pense duas vezes e prefira os vários passeios aquáticos disponíveis, que na minha opinião, devem valer mais a pena. Mas se você tiver tempo de sobra, vale conhecer pois as paisagens são bem bonitas e a cultura interessante.

Dicas úteis:

- Não é necessário visto, mas é preciso tomar vacina contra febre amarela e levar o comprovante internacional para a entrada no país. Se você é de São Paulo, pode ir direto no Instituto de Infectologia Emilio Ribas (Veja aqui)

- É uma viagem longa, então reserve tempo suficiente para fazer os passeios e descansar. Acho que 4 dias foram pouco, talvez uma semana seja o ideal.

- Leve um xerox da certidão de casamento, pois você ganha várias regalias por estar em lua de mel. Como nós fechamos a viagem por uma agencia, eles fizeram esse meio de campo, mas esse hotel, por exemplo, nos pediu o documento para liberar os presentes.

- Eu não comprei quase nada por lá, mas não resisti às pashminas incríveis de cashmere e seda. Você provavelmente ficará bem tentada a comprar joias com diamante e Tanzanita, mas se você estiver ir indo para a África também, deixe para comprar por lá, pois além de ser mais seguro (em relação aos certificados de procedência), tem muito mais opções.

Esse foi um post para contar a minha experiência, mas se você quiser mais informações detalhadas, esses outros blogs tem posts bem completos e me ajudaram bastante:

- VIAGEM LUA DE MEL - Veja aqui

- TUDO PARA VIAJAR - Veja aqui

Espero que tenha gostado, então se você gostou da dica, curte, comenta aqui e compartilha com as amigas! :)

#Viagem #luademel

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle